Lu Pignatari: A Mulher da Era Digital

A imagem pode conter: 1 pessoa, listras e texto

E na entrevista de Maio, uma das influenciadoras digitais mais influentes da região e do interior paulista. Ela está em todas! E todas estão nela! A paixão pelos cavalos e pela moda, a levaram a criar uma conta no Instagram onde compartilha momentos do seu dia a dia. Em pouco tempo, ganhou seguidores e amigos e criou um blog que hoje considera seu estilo de vida. Lu Pignatari é a nossa entrevistada especial e estampa nosso site neste mês, com direito a uma entrevista exclusiva!

MF: Você é considerada uma das grandes influenciadoras do interior paulista.  A que você acha que se deve a isso?

LP: Obrigada! Acredito que meus seguidores se identificam comigo pela minha originalidade e naturalidade. As pessoas preferem influencers originais, espontâneas e mais próximas de sua realidade.

MF: Todo cuidado é pouco em relação ao conteúdo que você publica.  Tem alguma dica que você queira dar para as “novas caras” que estão começando na internet?

LP: Ser fiel ao seu próprio estilo. Apesar de admirarmos outras influenciadoras, temos que trilhar o nosso caminho.
Além disso, fazer posts com bom conteúdo. Se não conhecer, estudar antes o produto ou assunto que irá postar.

MF: Você gosta muito de viajar não é? Qual será seu próximo destino?

LP: Sim, especialmente se puder escolher lugares onde haja boas referências de moda e claro, cavalos. Meu próximo destino provavelmente será  Golegã, Portugal, onde acontece todos os anos a tradicional Feira Nacional do Cavalo. De lá devo ir à outros países da Europa pesquisar tendências.

MF: Como a moda entrou em sua vida?

LP: Desde muito pequena, incentivada pela minha mãe, participava de desfiles no colégio e para lojas da cidade. Na adolescência, ia dormir pensando no look que usaria no dia seguinte, ia muito ao shopping, lia revistas especializadas e assistia programas de moda para me produzir e produzir as amigas. Acabei estudando Direito mas continuava preocupada em não usar no escritório somente o clássico tailleur pretinho. Com o “boom” das redes sociais, resolvi compartilhar com outras pessoas, além família, amigas e colegas de trabalho minhas duas paixões: moda e cavalos.

MF: Segundo você, uma das razões pelas quais criou seu instagram foi sua paixão por cavalos. Como começou essa paixão?

LP: Isso mesmo! Apesar de amar moda desde pequena, não comecei o instagram postando o famoso “look do dia”. Tirava fotos com meus cachorros e cavalos e sempre me perguntavam de onde era o look (risos). Há algum tempo atrás, estive em um leilão e me encantei quando vi um cavalos loiro de olhos azuis (chamamos essa pelagem de Isabel). Semanas depois, já estava comprando o Cedro, um puro sangue lusitano, e a convivência com ele nas aulas de adestramento/dressage (esporte que pratico) só fez a paixão aumentar a cada dia.

MF: Em sua opinião, qual o seu maior defeito e sua maior qualidade e o que isso te ajuda ou atrapalha em seu trabalho.

LP: Sou muito crítica comigo mesma, o que faz com que eu me cobre demais o tempo todo. Sempre acho que posso fazer melhor…

MF: Você é muito vaidosa quando está longe das câmeras e público?

LP: Sou sim. Minha avó faleceu bem velhinha e quase não tinha rugas graças aos cremes que usava…me lembro dela sempre com muito carinho e me inspiro nas suas preciosas dicas de beleza.

MF: Hoje em dia, muito se fala em empoderamento feminino e a força da mulher. O que você acha desse assunto?

LP: Acho que para as mulheres não há limites. Sou advogada, amazona, digital influencer, acredito que não há nada que eu não possa fazer sem perder a delicadeza e feminilidade. Se pesando 58 kg faço um cavalo de meia tonelada “dançar ballet”, do que não sou capaz?

MF: Já sofreu algum tipo de preconceito? Tem algum conselho para quem sofre preconceito?

LP: Felizmente não. As vezes ouço uma piadinha sobre loiras, mas levo na esportiva.

MF: O tempo passou voando e já estamos no 5º mês do ano. Tem algum plano ou meta para esse ano?

LP: Minha meta é para a vida toda, fazer o bem, cada vez melhor.

Rapidinhas:

Sonho: Morar no campo com os cavalos.
Cor do Momento: O verde greenery é a cor 2017, minha cor é off white.
O melhor lugar do mundo é?: Minha casa.
O que me traz conforto é?: Deus.
Ser mulher é?: Ser fabulosa.
Frase Final: Elegância é ser tão bonita por dentro quanto por fora (Coco Chanel).

Facebook Comments
Guilherme Diaz
O jornalista Guilherme Diaz tem 24 anos e é formado pela Faculdade de Comunicação Artes e Design. Atualmente faz parte da TVR (TV Regional) e faz parte da divulgação de grandes clubs e eventos, como Anzuclub e o Rodeio Itu.
Guilherme Diaz on EmailGuilherme Diaz on FacebookGuilherme Diaz on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *